Logo Warface

Escolhendo os melhores periféricos para o seu FPS – PT 3

17/01/2018 - Blog

Ao contrário do que foi visto nas partes anteriores deste guia, que envolviam como escolher um mouse e um fone para FPS, as diferenças entre os teclados é um pouco mais sutil. Isso se dá pelo fato de que teclados não são equipamentos de precisão – não existem diferenças que podem ser consideradas gritantes entre um teclado mecânico e um teclado comum no que diz respeito ao desempenho. Isso significa que um teclado top de linha não vai ser necessariamente mais "rápido" do que um teclado de membrana convencional.

 

"Por que adquirir um teclado melhor, então?"

Há outros pontos importantes que podem justificar a troca para um teclado melhor. Conforto, extras, estética, durabilidade e até mesmo a experiência de um switch mecânico que combine com a maneira que você passa o tempo no computador podem resultar em um uso bem mais agradável.

Créditos da imagem: Massdrop

 

O fator que merece maior atenção é o switch. Um switch linear e de baixa resistência, como o Cherry MX Red, costuma ser um dos preferidos dos jogadores, por tornar tarefas como o Strafe um pouco mais fáceis.

A variedade desse componente, no entanto, pode acabar nos confundindo um pouco. Quando você se deparar com um teclado que utilize switches Gateron, Kailh e Outemu, por exemplo, mantenha em mente que eles são clones dos modelos da Cherry. Ou seja, suas cores e características serão iguais aos Cherry MX correspondentes na maioria dos casos. A diferença vai estar, principalmente, na força de atuação necessária para ativar a tecla.

Créditos da imagem: usuário wlhm do Reddit

 

Claro que, com o costume adquirido com o tempo, qualquer switch de sua escolha será agradável para jogar e isso já não vai fazer mais tanta diferença, mas para um primeiro contato com teclados mecânicos com foco nesse tipo de jogo, essa é uma das recomendações mais importantes.

 

"E vale a pena pagar tão caro?"

Atualmente não é preciso desembolsar rios de dinheiro para conseguir um bom teclado mecânico como acontecia em meados de 2012. Os teclados "baratos" da época custavam no mínimo R$300,00 e possuíam uma qualidade de montagem bastante questionável. Sem mencionar o fato de que dificilmente era possível agradar todo mundo, devido à falta de variedade de switches ou layout (tanto de idioma quanto de tamanho).

Agora, é possível encontrar ótimos teclados, com um custo-benefício excelente e de acordo com sua preferência a partir de R$150,00, coisa que era inimaginável 5 ou 6 anos atrás. Ainda mais quando consideramos o interesse que as marcas desenvolveram em trazer esse tipo de produto especialmente para o Brasil, em alguns casos.

 

Na faixa de preço entre R$150,00 e R$250,00, teclados como o Kumara K552 da Redragon e o HV-KB366L da Havit, que podem ser encontrados no Brasil, são bons exemplos disso. Ou, ainda, se você estiver disposto a importar, temos opções como o JamesDonkey 619. E se você quiser uma opção mais prática ou até mesmo sem fio, temos o excelente Obins Anne Pro. Estes últimos podem ser encontrados em lojas como GearBest e Banggood.

Ranking
-->